Como configurar um site de comércio eletrônico em 8 etapas

Se você é novo no mundo do varejo on-line e deseja ingressar no comércio eletrônico pela primeira vez, pode ser necessário muito aprendizado. Não é imediatamente óbvio o que é necessário para que um novo negócio on-line saia da prancheta e entre em produção.

Nesta postagem do blog, falo sobre as oito etapas que você precisa seguir ao configurar um novo site de comércio eletrônico.

1. Escolha o seu nome de domínio

A primeira coisa que você precisa para começar a usar o comércio eletrônico é um nome de domínio para o seu site. Os nomes de domínio podem ser adquiridos através de empresas de hospedagem ou registradores de domínio. Um ponto a considerar é o mercado-alvo para o novo domínio: você terá como alvo apenas o seu mercado local ou internacional? Se você está segmentando várias regiões ou países, precisa comprar mais de um nome de domínio ou pode entregar tudo por meio de um único domínio em um domínio de nível superior (TLD) não específico de um país?

2. Obtenha um certificado seguro (SSL)

Se você não estiver usando um serviço de comércio eletrônico pré-empacotado, juntamente com o nome do domínio, também precisará obter um certificado SSL. É necessário um certificado SSL para proteger as comunicações entre o navegador da Web de um visitante e o servidor da Web que hospeda seu site. Existem muitos fornecedores de certificados SSL (por exemplo,  Comodo  ou  Lets’s Encrypt ). Como alternativa, algumas empresas de hospedagem cuidam do SSL para você, para que você possa comprar através do seu host. Os custos variam entre os provedores e você precisará do seu nome de domínio registrado antes de poder comprar um certificado SSL.

3. Escolha o pacote de hospedagem certo

Todos os sites precisam se sentar em um servidor em algum lugar. A escolha do pacote de hospedagem certo é importante por mais de um motivo:

Velocidade do site

Hospedar seu site no mesmo país para o qual você está vendendo pode afetar a rapidez com que o site é carregado. Se você estiver vendendo para um mercado multinacional, considere o uso de uma rede de entrega de conteúdo (CDN) para ajudar a localizar seu site em diferentes países de destino.

O Google sugeriu que a velocidade do site é um fator de classificação em seus algoritmos, para que haja benefícios de SEO em ter um bom host, além dos benefícios óbvios para o usuário.

Tempo de atividade e desempenho

A confiabilidade do host para manter o site em funcionamento é vital. Se o site passar metade do tempo offline, você não receberá pedidos.

Em determinados pontos do ano, como o Natal, a demanda no seu site (espero) aumentará significativamente. É importante entender como o tráfego extra aumentará a carga no servidor da Web e o impacto que isso pode ter no desempenho do site. Excesso de tráfego pode até fazer com que o servidor tropeçar e travar, deixando o site offline. As soluções de hospedagem em nuvem são uma boa opção para lidar com o aumento da demanda, pois é possível aumentar a capacidade do servidor de acordo com a demanda.

Ambientes de hospedagem compartilhada

Se você está pensando em hospedagem compartilhada como uma opção para o seu site de comércio eletrônico, pense novamente. Como você não tem como controlar quem está hospedando no mesmo servidor que você, não é uma boa ideia entrar em hospedagem compartilhada – você não poderá manter o controle da segurança do ambiente do seu site.

As outras empresas que hospedam seus sites em um servidor compartilhado podem não ser tão diligentes em seus procedimentos de segurança e podem, involuntariamente, fornecer a um hacker um backdoor em seu site. Uma violação de dados pode ser altamente perturbadora para os seus negócios, destruir sua reputação on-line e deixar os dados pessoais de seus clientes abertos para quem se preocupa em procurar.

A maioria dos hosts da web poderá oferecer hospedagem compatível com PCI (Payment Card Industry) para um cliente de comércio eletrônico.

4. Escolha a plataforma de comércio eletrônico certa

Selecionar a plataforma de comércio eletrônico a partir da qual seu site será executado é uma decisão incrivelmente importante. Alterar a plataforma posteriormente pode ser uma operação muito demorada e cara, se você tiver milhares de produtos para mover.

Existe uma vasta gama de plataformas de comércio eletrônico disponíveis, na forma de vitrines de software como serviço (SaaS), software pronto para uso ou soluções sob medida. Cada um tem seus próprios benefícios e desvantagens.

Software como serviço (SaaS)

Por um pequeno pagamento mensal, um aspirante a varejista on-line pode montar um negócio de comércio eletrônico barato e alegre. Fornecedores como  Shopify.com  ou  Loja Virtual UOL HOST  oferecem mercado de massa, modelos criados com uma apresentação front-end configurável.

Essas soluções são ótimas para mergulhar na água e descobrir como o mundo do comércio eletrônico funciona. É muito rápido criar um site com boa aparência e funções. No entanto, as plataformas são altamente modeladas e fazer ajustes no seu site para adicionar personalizações em larga escala não é uma opção. Há pouco a diferenciar entre os diferentes e-tailers nessas plataformas.

Software pronto para uso

As soluções prontas para venda são vendidas no mercado de massa, mas tendem a exigir um nível mais alto de capacidade técnica para serem configuradas e permitem muito mais na personalização da plataforma. OpenCart, WoocommerceMagento são exemplos de software de comércio eletrônico de código aberto e  pronto para  uso, todos ricos em recursos e extensíveis.

Uma grande desvantagem de qualquer solução pronta para uso é a quantidade de recursos desnecessários que costumam ser incluídos na plataforma. As ferramentas projetadas para atender às necessidades do mercado de massa geralmente acabam sendo entregues a empresas individuais que precisam apenas de uma pequena seleção dos serviços oferecidos.

Como nas soluções SaaS, não é fácil diferenciar seu site da concorrência. Centenas de sites rodam na plataforma Magento e todos funcionam exatamente da mesma maneira. É possível adicionar plug-ins aos sites, mas esses plug-ins estão disponíveis para todos. Se um concorrente vê que está funcionando para você, é fácil o suficiente para copiar.

Software sob medida

Uma solução sob medida poderá fornecer a um varejista eletrônico exatamente o que ele procura em sua plataforma de comércio eletrônico. No entanto, não há como contornar o fato de que as soluções sob medida tendem a custar mais do que o software de prateleira, pois há um requisito muito maior de personalização para configurar o pacote.

Uma solução sob medida pode ser uma solução muito mais enxuta, otimizada para os requisitos de sua construção e sem o excesso de bagagem que pode ser incluído em plataformas prontas para uso.

5. Proteja uma conta de comerciante da Internet (IMA)

Para receber dinheiro on-line, você precisa proteger uma conta bancária pronta para a Internet, denominada IMA (Internet Merchant Account). Os bancos de rua podem configurar essas contas para você, embora tenham vários requisitos que você precisará atender para se qualificar para uma conta.

As contas de comerciante da Internet diferem das contas normais de comerciante, pois você não tem acesso direto aos fundos coletados até que eles sejam compensados ​​pelo banco. A quantidade de tempo necessária para a liberação dos fundos variará dependendo do risco percebido associado ao seu negócio.

6. Escolha um provedor de serviços de pagamento (PSP)

Depois de ter um IMA para a sua empresa, você precisará escolher um PSP (provedor de serviços de pagamento), também conhecido como processador de pagamento ou gateway de pagamento. Alguns bancos sugerem um PSP ao emitir a conta do comerciante, mas, se possível, vale a pena comprar à medida que as taxas de cobrança diferem entre eles: quase sempre é possível encontrar um acordo mais barato.

A maioria dos PSPs permitirá a escolha de usar as páginas de pagamento ou a hospedagem automática das páginas do checkout. A auto-hospedagem pode oferecer uma experiência de compra mais direta, mas pode levar a um aumento do risco de segurança e exigir diferentes níveis de conformidade do PCI.

7. Atinja o nível apropriado de conformidade com PCI SSC

O  Conselho de Padrão de Segurança da Indústria de Cartões de Pagamento  (PCI SSC) é um organismo internacional criado para descrever as melhores práticas de segurança para o processamento de cartões on-line – especificamente para qualquer empresa que processe, armazene ou transmita dados de cartão de crédito.

Como comerciante on-line, você precisará atingir um nível de conformidade com as diretrizes emitidas pelo PCI. O nível exato dependerá da natureza da sua empresa: os comerciantes menores geralmente podem concluir uma pesquisa de auto-avaliação para atender à conformidade.

Existem vários requisitos em andamento para conformidade com o PCI, como a execução de avaliações regulares de vulnerabilidade no seu site. Essas verificações podem exigir um avaliador de segurança qualificado ou um fornecedor de verificação aprovado para verificar periodicamente se há vulnerabilidades conhecidas no seu site.

O cumprimento dos padrões de conformidade ajuda a proteger seus negócios contra violações e mantém os dados de seus clientes em segurança.

8. Marketing digital contínuo

Quando estiver pronto e pronto para receber pedidos, você precisará direcionar os visitantes ao site. Com um estabelecimento de tijolo e argamassa, alguns visitantes serão atraídos simplesmente passando pela loja, mas não pelo marketing on-line.

Embora uma plataforma bem otimizada seja notada pelos mecanismos de pesquisa, é necessário promover ativamente seu site para atrair tráfego relevante necessário para gerar pedidos. É importante planejar sua atividade de marketing digital e reservar um orçamento para ajudar a promover seu site a longo prazo.

Se você procura ajuda e conselhos para estabelecer, desenvolver ou promover seu site de comércio eletrônico, indico esse curso que possui as habilidades e os conhecimentos necessários para ajudá-lo a ser um sucesso. Entre em contato  para saber mais. 

· ·

Junte-se a nós e esteja sempre atualizado com as últimas novidades e dicas