Muitos clientes que chegam até nós nem imaginam como funciona o processo de criação de um site. Adoramos envolvê-los em cada passo do caminho porque cada site é pessoal e único, elaborado com a cara e a essência de cada um deles. Para aqueles interessados ​​no mundo do desenvolvimento web e criação de sites, explicamos os 7 principais passos para criar um site eficiente.
 

1. Ouvir o cliente + Briefing

Sem dúvida, um dos passos mais importantes para fazer um bom site e representar bem a sua empresa ou marca é a comunicação. É muito importante que fique claro entre o criador e o cliente qual é o objetivo por trás do site, o histórico da empresa, concorrentes, referências e um conjunto completo de informações que devem estar completas para que o produto final seja um objetivo eficiente e transparente imagem da companhia.

Além do briefing em si, que é um formulário que os clientes preenchem com informações relevantes para a criação do seu site, a conversa entre as duas partes também é importante. Muitas vezes, grandes insights e ideias podem vir de conversas, então a comunicação também deve ocorrer pessoalmente ou por telefone.
 

2. Conteúdo (Pesquisa de Mercado + SEO)

Criar conteúdo para um site é mais do que sentar e escrever sobre uma empresa e seus produtos e serviços. Para tornar um site competitivo e mais fácil de encontrar pelo público-alvo, é muito importante realizar análises competitivas, pesquisas de mercado e aplicativos de SEO respeitáveis.

Por meio de pesquisas de mercado e newsletters, o conteúdo é inicialmente criado e depois otimizado por meio de técnicas e ferramentas de SEO (Search Engine Optimization) que ajudam a encontrar o site pelas palavras-chave dos segmentos inseridos.


3. Layout + Design

Após criado o conteúdo, é criado o mapa do site, também chamado de Wireframe. O wireframe é uma espécie de “maquete” virtual do site, ou seja, é um rascunho que desenha onde cada imagem, texto e botão será inserido. Esta etapa é importante, pois é baseado neste wireframe que o designer vai seguir com suas criações.

Usando o wireframe e o template escolhido, o designer entra em ação criando um site personalizado, misturando uma tabela de cores, imagens e textos que sejam coerentes com a essência do cliente.

4. Codificação

A etapa de programação consiste em codificar as funcionalidades já definidas previamente, sempre baseando-se no wireframe e também no design do site. Programar consiste em transformar as imagens e layout criados pelo designer em códigos interpretáveis pelos navegadores. Existem dois tipos de linguagens interligadas utilizadas neste universo: a HTML e a CSS.

Muitas vezes os sites são criados em templates previamente codificados, mas sempre é necessário que alterações sejam feitas para incorporar as funcionalidades personalizadas de cada cliente.
 

5. Programação + Testes

É nesta etapa que os códigos de CSS e HTML escritos entram em ação de fato, ou seja, são aplicados e criam a dinâmica do website. São criados e incorporados sistemas e plugins necessários, além de todas as funcionalidades do site, montando a primeira versão oficial do mesmo.

Site pronto, hora de testar. É através dos testes que os programadores conseguem definir se o site está mesmo pronto para publicação ou precisa de ajustes. Ajustes feitos e site aprovado, hora de publicar.
 

6. Publicação

Conteúdo, layout, design, programação e funcionalidades aprovadas? É chegada a hora de publicar, o que envolve a contratação de um domínio, que é o endereço do seu site (www.dominio.com.br) e também da hospedagem em servidores que tornarão seu site visíveis para os usuários da web.
 

7. Manutenção

A última, porém, não menos importante etapa é a manutenção. Após a publicação do site é importante fazer a manutenção periódica do website, a fim de garantir que todos os recursos do mesmo estejam funcionando e também que os conteúdos e imagens sejam atualizadas, sempre mantendo o foco no interesse do seu público alvo no seu universo, e acompanhando as tendências e mudanças do seu segmento e também da criação de sites.